Ensinamentos dos Presidentes da Igreja – Joseph Smith

Joseph Smith - O Profeta da Restauração

Joseph Smith - O Profeta da Restauração

“Joseph Smith, o Profeta e Vidente do Senhor, com exceção apenas
de Jesus, fez mais pela salvação dos homens neste mundo do
que qualquer outro homem que jamais viveu nele” (D&C 135:3).
Essa assombrosa declaração descreve um homem que foi chamado
por Deus aos quatorze anos de idade e que viveu somente
até os 38.” pág;1.

“Por meio dele, a verdadeira
Igreja do Senhor foi novamente organizada na Terra.
Hoje, o trabalho que foi iniciado com Joseph Smith prossegue
em todo o mundo. A respeito do Profeta Joseph Smith, o
Presidente Wilford Woodruff testificou: “Ele foi um profeta de
Deus e firmou o alicerce da maior obra e dispensação que já
foram estabelecidas na Terra.” pág;1.

“O caráter extraordinário do Profeta manifestou-se cedo na
vida. A família Smith estava morando em West Lebanon, New
Hampshire, quando uma epidemia mortal de febre tifóide atingiu
muitas pessoas da comunidade, inclusive todos os filhos da família
Smith. Embora os outros filhos tenham-se recuperado sem
complicações, Joseph, que estava com sete anos na época, desenvolveu
uma grave infecção na perna esquerda. O Dr. Nathan
Smith, da Faculdade de Medicina de Dartmouth, próximo a
Hanover, New Hampshire, concordou em realizar um novo procedimento
cirúrgico para tentar salvar a perna do menino.
Quando o Dr. Smith e seus colegas se prepararam para operar,
Joseph pediu à mãe que saísse do quarto para que não testemunhasse
o sofrimento dele. Recusando-se a tomar bebidas alcoólicas
para aliviar a dor e recorrendo apenas ao abraço consolador
do pai, Joseph corajosamente suportou as dores quando o cirurgião
fez a incisão na perna e raspou parte do osso. A cirurgia foi
um sucesso, embora Joseph tivesse que caminhar por vários anos
com a ajuda de muletas e tenha ficado discretamente manco pelo
resto da vida.” pág;3.

“Em 1816, depois de repetidos fracassos nas colheitas, Joseph
Smith Sr. mudou-se com a família de Norwich, Vermont, para
Palmyra, Nova York, esperando encontrar condições mais prósperas.
Anos mais tarde, o Profeta recordou: “Estando em situação
quase indigente, fomos obrigados a trabalhar arduamente para
sustentar uma família grande (…) e isso exigiu o esforço de todos
que eram capazes de proporcionar qualquer auxílio para o sustento da família, por isso fomos privados do benefício de uma
instrução formal. Basta dizer que somente aprendi a ler e a escrever
e foram-me ensinados os fundamentos básicos da aritmética”. pág; 5.

“Após séculos de trevas espirituais, a palavra do Senhor e a realidade de Deus, o Pai e Seu Filho Jesus Cristo foram reveladas ao mundo por meio
daquele vaso jovem e puro.” pág; 6.

“O jovem Profeta, então
com 17 anos, pensava no que o futuro lhe reservava. Na noite de
21 de setembro de 1823, orou sinceramente pedindo orientação
e perdão por suas “fraquezas e imperfeições” de jovem. Em resposta
a sua oração, seu quarto do sótão encheu-se de luz e um
mensageiro celeste chamado Morôni apareceu. Joseph lembrou,
mais tarde, que “[ele] declarou ser um anjo de Deus, enviado
para trazer as alegres novas de que o convênio que Deus fez com
a antiga Israel estava prestes a ser cumprido, que o trabalho preparatório
para a segunda vinda do Messias rapidamente iria
começar; que estava chegando a hora de o Evangelho em toda a
sua plenitude ser pregado com poder a todas as nações para que
um povo fosse preparado para o reino milenar. Fui informado de
que tinha sido escolhido para ser um instrumento nas mãos de
Deus para levar a efeito alguns de Seus propósitos nesta gloriosa
dispensação” pág;  7.

“Nos quatro anos seguintes, Joseph deveria encontrar-se com
Morôni na colina, no dia 22 de setembro, para receber mais
conhecimento e instruções. Precisaria daqueles anos de preparação
e refinamento pessoal para traduzir o antigo registro. Tinha
que estar preparado para a tarefa de levar adiante uma obra cujo
propósito era convencer “os judeus e os gentios de que Jesus é o
Cristo, o Deus Eterno, que se manifesta a todas as nações”
(Página de Rosto do Livro de Mórmon).” pág; 7.

“Embora seu casamento viesse a ser testado pelo
falecimento de filhos, dificuldades financeiras e as freqüentes
ausências de casa de Joseph no cumprimento de seus deveres,
Joseph e Emma amavam-se profundamente.” pág; 8

“Em uma revelação do Senhor, Joseph aprendeu que precisava sempre
temer a Deus mais do que aos homens (ver D&C 3). A partir
dessa época, embora tivesse apenas 22 anos de idade, sua vida foi
um exemplo devido à completa dedicação ao cumprimento de
todo mandamento do Senhor.” pág;9

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em história da Igreja, Joseph Smith, O Livro de Mórmon, profetas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s