A Liahona FEV 2009

Cuidar dos Conversos
“[Todo converso precisa]
de três coisas: fazer um amigo, ter uma
responsabilidade e ser
[nutrido] ‘pela boa palavra de Deus’” (Morôni 6:4).
Presidente Gordon B. Hinckley (1910–2008),
“Conversos e Rapazes” A Liahona, julho de 1997, p. 53.

Pres. Henry B. Eyring
“Haverá ocasiões em que você se sentirá apreensivo.
Uma das maneiras pelas quais você será atacado será pelo
sentimento de que você não está à altura de seu chamado.
(…) No entanto, você tem acesso a bem mais do que suas
habilidades naturais e não realizará seu trabalho sozinho.”

O PAPEL DIVINO DAS MULHERES

Julie B. Beck, presidente geral da
Sociedade de Socorro:
“Tenho um testemunho, adquirido por meio
do estudo das escrituras, relativo a um plano de felicidade que nos foi
concedido pelo Pai Celestial. Esse plano contém uma parte para Suas
filhas. Cabe-nos essa participação feminina e, se não desempenharmos
nosso papel, ninguém mais o fará por nós.
A metade do plano de nosso Pai que cria a vida, que
molda a alma dos homens, que promove
o crescimento e que influencia todo o restante foi confiada a
nós. Não podemos delegá-la. Não podemos repassá-la a ninguém. É
nossa. Podemos recusá-la e negá-la,
mas ainda assim essa parte é nossa, e prestaremos contas dela.
Dia virá em que todas nós nos lembraremos do que sabíamos antes de nascermos.
Recordaremos que lutamos por esse privilégio num grande
conflito. Como cumprir com tal responsabilidade? Devemos consagrar
diariamente nossas energias à obra que compete apenas a nós
realizar”.

Élder M. Russell Ballard, do
Quórum dos Doze Apóstolos:
“O propósito
doutrinário básico da criação da Terra é proporcionar aos filhos espirituais
de Deus a continuação do processo de exaltação e vida eterna.
(…) Ainda que simplesmente não haja uma contribuição mais significativa
que se possa fazer à sociedade, à Igreja ou ao destino eterno dos filhos de
nosso Pai do que o que vocês fizerem como pai ou mãe, a maternidade e a
paternidade não são as únicas formas de atribuir valor a alguém ou receber
aprovação de Deus. (…)
Todas as irmãs da Igreja que fizeram convênios com o Senhor têm o
mandamento divino de salvar almas, de liderar as mulheres do mundo, de
fortalecer os lares de Sião e de edificar o reino de Deus”
(“Mulheres de Retidão”, A Liahona, dezembro de 2002, pp. 36, 39; Ensign,
abril de 2002, pp. 68, 70).

Élder David A. Bednar, do Quórum
dos Doze Apóstolos:
“Por desígnio
divino, homens e mulheres devem progredir juntos rumo à perfeição e
a uma plenitude de glória. Como os homens e as mulheres diferem em
temperamento e capacidade, eles devem trazer para o relacionamento
conjugal suas próprias perspectivas e experiências.
O homem e a mulher contribuem de modo diferente, porém
igual para uma unidade e união que não podem ser alcançadas de nenhuma outra forma” (A Liahona, junho de 2006, pp. 51–52; Ensign, junho de 2006, pp. 83–84).

Silvia H. Allred, primeira conselheira
na presidência geral da
Sociedade de Socorro:
“O Senhor abençoou as mulheres com os atributos
divinos do amor, da compaixão, da bondade e da caridade. Por
meio das visitas mensais que fazemos como professoras visitantes,
temos o poder de abençoar cada irmã ao lhe abrirmos nossos braços
com amor e bondade e ao lhe ofertarmos os dons da compaixão e da
caridade. Não importa quais sejam as nossas circunstâncias pessoais,
todas nós temos a oportunidade de edificar e cuidar de outras pessoas”
(“Apascenta as Minhas Ovelhas”, A Liahona e Ensign, novembro de
2007, p. 113).

Presidente Spencer W. Kimball
(1895–1985):
“Ser uma mulher justa
nos momentos finais desta Terra, que
antecedem a Segunda Vinda de nosso
Salvador, é um chamado particularmente
nobre. A força e a influência da
mulher justa hoje podem ser dez vezes
maiores do que em épocas mais tranqüilas”
(“Privileges and Responsibilities of Sisters”, Ensign,
novembro de 1978, p. 103). ◼

Sejam Fortes
“Vocês enfrentam enormes tentações. Elas chegam a
vocês nos lugares de entretenimento público, pela Internet,
nos filmes, pela televisão, na literatura vulgar e de
outras maneiras sutis, sedutoras e difíceis de resistir. A
pressão dos colegas pode ser quase maior do que vocês
podem suportar. Contudo, meus queridos amigos, vocês
não devem ceder. Precisam ser fortes. Precisam ter em vista o seu objetivo
futuro, em vez de sucumbir às tentações sedutoras do presente.”
Presidente Gordon B. Hinckley (1910–2008), “Um Estandarte para as Nações, uma Luz para o Mundo”, A Liahona
e Ensign, novembro de 2003, p. 83.

“Incentivo vocês, enquanto estão na adolescência e
ao desenvolverem seu próprio testemunho, a confiarem
na palavra do Senhor. Quando o Senhor promete algo,
podemos confiar. Afinal, como as escrituras nos ensinam,
Deus não pode mentir. O Senhor mantém Sua palavra.
Sempre que o Senhor faz uma promessa, seja por meio de
Seu profeta ou diretamente em Suas escrituras, podemos confiar.”
Elder Stanley G. Ellis

“Somos missionários todos os dias em nossa
família (…) e em nossa comunidade.
A despeito da nossa idade, experiência
ou situação na vida, somos todos missionários.”
Élder David A. Bednar, do Quórum dos
Doze Apóstolos, “Tornar-se um Missionário”, A Liahona e Ensign, novembro de 2005, p. 44.

ΘΘΘΘΘΘ

Anúncios

1 comentário

Arquivado em A Liahona, obra missionária

Uma resposta para “A Liahona FEV 2009

  1. Francisa Estrela Araújo Ribeiro

    Sou imensamente grata por saber que posso confiar em mim,pq sei que sou capaz de honrar com meus chamados.tenho essa certeza apartir do amor que sinto pelo Salvadore do que Ele tem por todos nós!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s